css templates

Vejas nossas dicas

O que fazer com o exame de Raio-x antigo? Recicle! 

Temos um posto de coleta aqui na clínica: você libera espaço na sua casa e ainda ajuda o meio-ambiente.

O plano valgo, conhecido popularmente como “pé chato”, é uma deformidade oriunda do achatamento de um ou mais arcos do pé que ocorre por um excesso de frouxidão dos ligamentos. Os pés se apresentam sem a curvatura interna e, já na primeira infância, é possível notar um pequeno osso protuberante ao observar a criança de costas. Entre seus indicadores está uma visível deformação na parte interna dos calçados, a tendência dos pés ficarem fora do chinelo e o constante cansaço nas pernas. O tratamento consiste em uso de palmilhas, exercícios e, em raras situações, intervenção cirúrgica.

Um calçado para a prática esportiva precisa, ao mesmo tempo, ser confortável e proporcionar uma posição de estabilidade ao tornozelo: melhor distribuição de forças e mais eficiência com o menor esforço possível nas articulações, tendões e ligamentos, além de promover uma boa absorção de impacto para maior segurança – 60% das lesões no esporte ocorrem nos membros inferiores e 25% delas são na região do tornozelo.


É importante também que, ao comprar um novo calçado, se esteja atento ao tipo de pisada e ao esporte praticado. O melhor momento para experimentá-lo é ao final do dia, quando os pés costumam estar mais inchados, situação similar ao que ocorre durante exercícios físicos; é importante também que ao calçar haja uma folga interna de 2,5 cm no comprimento. 

A prática esportiva exige um grande esforço do nosso organismo como um todo. Por isso, antes de iniciá-la, independentemente da idade, deve-se consultar um médico Clínico Geral ou Cardiologista, que fará uma avaliação das nossas condições clínicas (coração, pulmões, etc.); Para as condições musculoesqueléticas é imprescindível consultar um médico Ortopedista.

É muito importante fornecer os nutrientes necessários para o nosso organismo quando realizamos exercícios físicos. Para isso é essencial que a alimentação de um atleta – profissional ou amador – seja balanceada e nutritiva. O ideal é que um Nutricionista seja consultado; ele avaliará o tipo de esporte que será praticado e os nutrientes necessários a serem consumidos antes, durante e após os treinos. 

Quando o osso de um mesmo local é exposto a pequenos esforços repetitivos podem ocorrer as chamadas fraturas por estresse; o efeito é parecido com o que ocorre quando um arame é dobrado repetidas vezes no mesmo lugar até se quebrar. Esses traumas geralmente estão associados a causas como treinamento excessivo ou inadequado, posturas incorretas, alterações nutricionais e, em mulheres, alterações hormonais também podem ser determinantes. 

Mais dicas?

É comum que crianças entre 3 e 6 anos de idade sintam dores nas pernas diária ou esporadicamente. Até 25% das crianças nessa idade sentem as chamadas “dores do crescimento” – quando essas dores não estão associadas a nenhum tipo de trauma, em uma criança saudável e ativa, são consideradas absolutamente normais e não devem inspirar grandes preocupações.

O arqueamento dos joelhos (joelhos afastados), ou os “joelhos juntos” (joelho de “tesourinha”), é sempre motivo de preocupação. O ideal é procurar um médico Ortopedista o mais cedo possível para que a deformidade seja avaliada e acompanhada regularmente com exames clínicos e de imagem.